O sensual, de uma forma só nossa

O sensual, de uma forma só nossa

domingo, 8 de abril de 2012

Tempo de Ser

 Nas Livrarias Curitiba, o livro de poemas, O sensual, de uma forma só nossa.

______________________________________________________________

         Marca-página
         Marca um livro
       Marca a vida
         Ou vidas

 A todos que têm só o marca-páginas.
                                                              

                                                              
                                                                TEMPO DE SER
                                Do livro -  O sensual, de uma forma só nossa
      
TEMPO DE SER

Você chegou,
Olhos castanhos, olhar profundo,
Gestos delicados,
Docemente abriu seus braços.
Me fechou.

Quem é esse ser-gigante que me abraça?
Me esconde o mundo
Com seu corpo sensual?
Me faz tão pequena,
Amante do aconchego?

Que alma é essa?
Me  entrou profundo,
Atravessou meu ser?

“É teu mestre neste agora”,
Disse o tempo.
“Vai te carregar em seus braços,
Te fazer encanto e fantasia,
Vai afugentar teu ego,
Mas te deixar o suspiro.

Na ausência das palavras,
Na contorção do prazer,
Quando as mãos tocam
O íntimo de cada ser,
E a carícia-sensação do que não é
Se faz real,
Sem mente, sem julgamento,
Vai te transformar em vertigem,
Colando os lábios dele nos teus,
‒ beijo vaidoso do desejo dele
De te possuir. ”

Joana Rolim 


                                  

4 comentários:

Olinto A. Simões disse...

Sempre que a leio me sinto provocado. É como se houvesse pra cada linha, a necessidade duma resposta. Então a escrevo. Aí está, mais uma vez, um poema..., em contradito ao seu.


CORAGEM !

Se o amor chegar,
Dele não importa a cor dos olhos,
Gestos sim..., são importantes,
Pois, mostram a docilidade ou não.

Se for do incerto amor..., o certo,
Ele e você se fecharão num só,
Um só abraço que não se desunirá,
Que se mostrará ao mundo,
Com toda sensualidade,
Sem medidas, sem modos, ou tabus.

Serão vocês dois,
Amantes dos aconchegos,
Almas únicas, seres profundos,
Por setas cupidianas traspassados.

E os dois passarão a ser,
Mestres um do outro,
Livres de passado, futuro ou tempo,
Ambos carregarão nos olhos e corações,
Dos sonhos..., a fantasia,
Dos encantos..., o vislumbre.

Egos silentes, em paz, suspiros profundos,
Silêncio de palavras quando mãos se tocam,
Apenas acontece, o som canoro do amor,
No múltiplo contorcer, prenúncio do prazer.

No íntimo de cada ser, a carícia,
O real toque conduz ao irreal sensível,
E semente sem julgamento..., germina,
Floresce no árido da solidão, a verdade,
Inexperientes, um cola no outro, os lábios,
Beijos sorventes, sugam as vaidades.

Ambos sentem a vida como nunca,
Não se possuem, há sim, uma troca,
Se igualam na proporção do sentir,
De ótimo paladar enchem a boca.

Olham-se e gostam do que vêm,
Inspiram o aroma do néctar sorvido,
O contato não é somente paixão,
Ouvem-se sem nada dizerem,
O todo foi o amor que se fez por inteiro,
Que não fujam..., vivam então.

Olinto Simões - 09/04/2012

Camila P. Leitora disse...

Nossa, fico mais que lisongeada e honrada de ser incluída neste post. Quase chorei aqui ^^
Este poema acabou me marcando mais que o esperado...
Consegui encontrar seu livro na livraria :D
Fiquei encantada com as imagens do livro debaixo da árvore e o passar do dia, fiquei folheando quase como uma criança vendo as imagens se mexerem rsrsrs
^^
até me atrevi a ler um dos poemas, mas já estava atrasada pra aula...;D
Agradeço novamente me citar neste post, agora só falta eu passar no corredor do teatro...
bjs até

Camila P. Leitora disse...

Nossa, nem falei. Mas encontrei vários dos seus marca páginas na biblioteca do centro na UTFPR... vi ele de longe e não resisti e peguei alguns ^^
acabei distribuindo para uns amigos e pra um moço da biblioteca que é gentil e educado.

Havia sido bem por esse motivo que eu havia procurado novamente seu blog, só que na minha primeira tentativa eu havia perdido o texto que tinha escrito e tive q fazer outro e esqueci esse detalhe rsrsrs.
Agora distribuo-os e guardo-os comigo :D

Camila P. Leitora disse...

Olá, gostaria de contar que comprei seu livro ^^
Agora posso lê-lo e me inteirar nesse sensual divagado e preciso nos seus poemas :D
(Acho que me encaixo aos inesperados) ^^
E gostaria de fazer um pedido. Você poderia fazer um perfil seu como autora no Skoob?
Essa é uma comunidade, caso não conheça, de leitores que teve origem por brasileiros e considero um ótimo divulgador da literatura. :D
E nada melhor que a própria autora para falar de si e seus livros :)

Obrigada desde de já ^^
P.S.: Não sei se isso faz diferença ou é apenas uma informação extra, mas faço química na UTFPR (me orgulho do meu curso:])